Velozes e furiosos 7 – Filme que gastou US$50 milhões a mais em computação gráfica.

Furious 7 é um filme de ação estadunidense lançado em 2015. É a sequência de Fast & Furious 6 lançado em 2013 e o sétimo filme da série Fast & Furious. O longa foi escrito por Chris Morgan e dirigido por James Wan. Wikipédia

** Trailer Oficial **

O elenco desse filme a maioria já conhecem.

Pra quem ainda não viu, vale apena assistir. Mesmo com as grandes mentiras que o velho e bom 007 carrega em sua bagagem.

O autor Gary Scott Thompson teve que investir 50 milhões de dólares a mais (cerca de R$ 160 milhões)  pra ressuscitar Paul Walker (Brian O’Conner)  através de recursos de computação gráfica.

Quem saiu ganhando nessa história, foi o estúdio do diretor neozelandês Peter Jackson que faturou essa bolada elevando ao custo de produção total para US$ 250 milhões.

Quem ver as cenas do filme, não vão notar quais cenas são reais e quais foram usado recursos da computação juntamente com dublês, ainda foram recicladas cenas de filmes anteriores da franquia em que Walker aparece e que nunca haviam sido usadas. O roteiro foi adaptado para ser possível encaixá-las no novo filme.

O que o estúdio de Peter Jackson fez.  Depois da morte do ator Paul Walker eles pegaram dublês para fazer as cenas que o ator iria fazer e utilizou a tecnologia para trocar a rosto do dublê com a do ator.

A pergunta é, será que dessa vez o filme para nessa edição?