Mais um dono de site ilegal da deep web é preso

O homem apontado como dono de um dos maiores sites de vendas ilícitas da deep web foi preso por lavagem de dinheiro, uma quantia em torno de US$ 40 milhões, de acordo com o Hacker News.

Thomas JiÅ™ikovský supostamente controlava o Sheep Marketplace que, após a derrubada do Silk Road em 2013, tornou-se um dos principais espaços para quem vendia e comprava produtos roubados, drogas, entre outras coisas ilegais.

A fama, entretanto, durou pouco, pois após algumas semanas de sucesso o Sheep foi tirado do ar pelo dono, que teria levado US$ 40 milhões em bitcoins. Thomas JiÅ™ikovský foi apontado como responsável por uma pessoa que acompanha a deep web e, como seus contatos estavam no Facebook, não foi difícil encontrá-lo.

Thomas negou participação no Sheep, mas um detalhe não muito encoberto o entregou. A polícia tcheca (de onde ele é) notou que uma jovem programadora adquiriu uma casa luxuosa pelo equivalente a US$ 345 mil.

A garota, Eva Bartošová, havia recebido recentemente uma grande quantidade de bitcoins através de um banco estrangeiro e fez o pagamento todo da casa usando a moeda virtual. O detalhe da história é que Eva é esposa de Thomas, ela o estava ajudando a transferir o dinheiro roubado para uma conta recém-criada.